Grupo Sonae
»Pesquisa avançada
Pesquisa avançada

O IOW está mais flexível, ajustado e ágil


2016 foi um ano de mudança e reposicionamento do Centro de Competências IOW como peça facilitadora e promotora da melhoria contínua mais ajustada às diferentes realidades dos vários negócios da Sonae, mais próxima das pessoas, adaptada ao ritmo de cada um e mais focada na geração de resultados com impacto nos negócios. 

O Centro de Treinos evoluiu para Centro de Competências, passando a integrar as funções de Desenvolvimento e de Coaching e dispondo hoje de métodos e ferramentas capazes de melhor servir as necessidades da Sonae, ao mesmo tempo que oferece suporte especializado aos PMO’s de cada negócio, desafiando-os e capacitando-os para desempenhar melhor a sua função.  

O Centro de Competências IOW desenvolveu um novo serviço de formação à medida – Training On Demand ¬(ToD) –, de forma a responder de forma mais ajustada às necessidades e desafios de cada negócio.   

Para isso, começou a constituir-se uma equipa de formadores especialistas em diferentes níveis de conhecimento, capazes de contribuir para a implementação e dinamização do IOW. Em junho foram entregues os certificados aos 30 novos formadores da modalidade ToD, num evento interno que contou com a presença de Paulo Azevedo, Chairman e Co-CEO da Sonae, CEO’s dos negócios, PMO's e chefias dos novos formadores. 
Fica a conhecer o testemunho de Tomás Lince, Diretor de Gestão de Stocks da Direção Comercial Alimentar da Sonae MC, sobre a nova modalidade ToD. 

> Recentemente utilizaste o novo serviço de formação à medida – Training On Demand – do Centro de Treinos IoW. Porque requisitaste formação à medida?
Recorremos à formação on demand para conseguir transmitir conceitos e ensinar ferramentas que permitam acelerar a disseminação da cultura de melhoria contínua. Adequar a formação com casos práticos com que as equipas lidam é muito importante para tornar os conteúdos de formação tangíveis e os planos de ação acionáveis. 

> Como foi a experiência desde que pediste até que recebeste a formação? Foi mesmo ‘à medida’?
A capacidade de resposta foi praticamente imediata. O responsável de IoW do PCA (João Alvim) planeou a formação e interagiu com os colegas que tratariam da sua execução. Interviemos no planeamento das sessões, colaboradores prioritários, problemas mais frequentes e quais os casos que queremos que sejam avaliados. Sem grande investimento de tempo, creio que conseguimos um excelente compromisso entre o arranque do planeamento das ações e a sua execução. 

> Que resultados esperas obter deste tipo de formação em IoW?
Acelerar a disseminação da formação, melhorar a aplicação dos conteúdos, uma vez que estão a ser transmitidos sobre casos práticos, facilitar o acionamento das ações, uma vez que os casos considerados são reais e muito semelhantes aos problemas diários dos gestores de stocks. Este tipo de formação deverá acelerar a curva de aprendizagem destes conteúdos e alargar a base de utilizadores de ferramentas de IoW. Com estas dinâmicas, é possível aumentar o número de colaboradores que conhece, domina e utiliza a melhoria contínua no seu dia-a-dia.

Hoje, o IOW está mais flexível na forma como é implementado, disponibilizando ferramentas e métodos diferentes, mas sempre associadas a uma linguagem comum e transversal que o modelo IoW assegura. Está mais ajustado às necessidades e ritmos de cada equipa e mais ágil na resposta a novos desafios. 

©2020 Sonae. All rights reserved.